Irmandade Inquisidora

terça-feira, junho 06, 2006

Êxodo |†| Die Leiden des Jungen Mose

A manhã transformava-se na tarde quando um vislumbre de beleza única surgia do nevoeiro matinal, era morena, barriga lisa e sorriso meigo. Moisés sentia a partir daquele momento aquilo que nunca antes lhe deram a sentir: Amor, na essência máxima do termo, e de imediato se apaixonara.
Moisés perguntava-se: porquê?! Já vira muitas montanhas magnificamente belas, mas nunca vira uma montanha morena, barriga lisa, voz e sorriso tão meigo tal existência só poderia ser obra do útero de Deus.
De imediato compreendeu o sentido da vida e o caminho para a felicidade suprema que lhe permitiria entrar na dimensão do paraíso; para alcançar isso, era estritamente necessário conquistar aquele épicos 1Km69m de montanha tão divinal. Moisés estava incrédulo, agora tinha um sentido para a sua vida e sabia o que bastava para alcançar a felicidade eterna, perguntava-se se mereceria tamanha dádiva de Deus.

Moisés, muito a medo e demasiado virgem no mundo do alpinismo, iniciou sua subida aquela divina e montanha única, sabendo que ao conquista-la ganharia o maior tesouro alguma vez existente. A meio da viagem sentou-se para descansar no interior de uma húmida caverna mal-cheirosa, e ai do vazio escuro ouviu: PUUMMMMMM, e Moisés fora projectado 1m69cm de altura cheirosa e voltou a aterrar no ónus da caverna em questão. Desorientado, roubou um jornal de 10 notícias a um mendigo que ali dormia chamado Goethe. Preparava-se para o ler quando a montanha se mexeu e disse em gritos histéricos: - AVASSÁLA-ME OS TOMATES Q'EU QUERO METER OS CORNOS À MINHA NAMORADA! Surpreendido, Moisés excitado foi procurar pelos tomates para os avassalhar, mas aconteceu aquilo que não vou censurar: a montanha enfiou a sua cabeça pelo cu do profeta acima e arrancou-lhe a próstata à dentada. Moisés gritou mais alto que uma vaca a ter orgasmos múltiplos, e os tenebrosos gritos induziram a população das cidades vizinhas em pânico, e assim se iniciou um gigantesco êxodo em direcção à montanha; era lá que se encontrava o profeta peidado e desprostado, era o novo líder, o salvador.
Moisés, sem tampões para estancar o sangue, encaminhava agora a população até ao topo da montanha, mas uma encruzilhada os esperava: tinham de atravessar um Mar Azul. Era impossível atravessa-lo, mas deu-se um milagre. Assim que o profeta iniciou a travessia, as águas azuis enojadas pelo cheiro afastaram-se do seu caminho, e a população seguiu na conquista da montanha. Moisés agora que mudara o nome do Mar Azul para Mar Vermelho estava prestes a alcançar o seu objectivo, conquistar aquela divina montanha. Esta mostrava-se disponível e excitada, e quando Moisés se preparava para a beijar...

Os ponteiros do relógio avançaram para lá do 12, e agora era um novo dia, era 6-6-6... A montanha afinal não era uma montanha, não era uma tomateira, não era uma vaca, era a Besta. Todo aquele tempo a fazer-se passar por uma amiga, estatuto esse que lhe permitia ouvir palavras agradáveis que elevavam seu ego, seu falso pudismo escondia uma luxuria insaciável. O seu sorriso, a meiguice, a ilusória beleza única, não era mais que um isco que lhe permitia agora iniciar o Apocalipse.
Ninguém está seguro neste dia, e quem lê este post, no fundo sabe o que significa o arrepio na espinha que sente neste momento. Morte, Morte, Morte, Morte, Morte, Morte; será mais que o fim quando a “montanha” disser: - Deus, nunca mais quero falar contigo!

4 Comments:

  • Essa montanha deve ser toda boa! São é todas iguais, umas falsas, é só silicone. E dizer a verdade, isso é impossível para elas.

    By Anonymous Zen, at 08 junho, 2006 14:52  

  • eu faço anos a 6 de junho

    eu fiz anos a 06/06/06

    e todos os meus amigos concordam que eu sou de facto, uma besta

    bow to me :>

    By Blogger Irreligious, at 09 junho, 2006 22:29  

  • Se eu fosse simpático dava-te os parabéns!
    E, só uma besta é que poderia ler uma bestialidade de um post destes e comentar.
    Vou copular com uma montanha toda boa para espantar pensamentos em gémeas. Bye!

    By Anonymous Irmão אלוהים, at 10 junho, 2006 00:49  

  • Se ele diz que é uma besta eu acredito...
    ;)

    By Blogger pisconight, at 28 junho, 2006 17:01  

Enviar um comentário

<< Home


 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 2.5 Portugal License.